30/06/07

Haja pachorra para tanta alarvidade... II

Eu devo, mesmo, estar a ficar velha!, é que às vezes apetece-me ser bruta nas respostas e depois...arrependo-me!, coisa que aqui há uns aninhos não me sucederia, de todo! Acabo de ler isto:

«[Uma pequena pergunta economicista (ui!): se uma pessoa não produz o suficiente para se poder sustentar dignamente, porque haverá de ter de ser o Estado ou a empresa onde trabalha a fazê-lo?]»

...e abro logo a caixa de comentários pra começar a disparar, mas...bruta por bruta sê-lo-ei na 'minha casa'!, ao menos de mal educada não podem acusar-me! Mas que diabo, será que o Andreu já leu qualquer coisinha acerca de economia...ciência!, e não aquelas tretas que os capitalistas lhe meteram na tola?!?! Até eu que sou burra sei que se uma empresa pagasse de salários mais do que aquilo que os trabalhadores produzissem o melhor mesmo era fechar a porta...antes que lhe caissem os credores em cima! E também sei que as empresas que vão à falência - declarada, ou não - o são por má gestão e/ou descapitalização por parte dos patrões que desatam a comprar a mansão pra familia+pr'amante+pró gato e pró piriquito; uns carritos de alta cilindrada+ uns yates(zinhos)+ mais umas parcelas em dois ou três condomínios privados - sim que isto de ter filhos e poder dar-se-lhes do bom e do melhor é só prós ricos! - mais uns investimentos(zinhos) numa qualquer sociedade offshore, não vá o diabo tecê-las e vir o fisco e perceber que os prejuizos declarados são uma aldrabice de contabilistas e advogados pagos a peso de outro...em vez de reinvestirem para solidificar os lucros...

Querem ver que um trabalhador do El Corte Inglês em Espanha e que ganha, no mínimo, o dobro do que aquele que trabalha em Portugal, é mais produtivo?! Só contarem pra você, meu caro!

E agora deixo eu uma perguntinha economicista, burra, mas economicista: o caro saberá, por acaso, qual a composição do...lucro? Ora meta lá o seu capitalista(zinho)+um barril de notas+umas maquinas do mais sofisticado que seja+mais a matéria prima...e depois me diga qual o lucro que daí retira...:=»É claro que o sonho do capitalista é a invenção de máquinas que façam tudo, mas...até lá ele só consegue retirar lucro depois de pagar toda a parafrenália da produção reduzindo ao máximo a componente salarial...o lucro é tudo aquilo que não é pago a quem produz!

E se tem dúvidas nas próximas férias, em vez de andar a passear por paraisos exóticos, dê um pulo às fábricas chinesas, só para dar um exemplo que eu não quero que lhe dê uma coisinha má...por ver a quantidade de alarvidades que anda a escrever...

Pronto!...e eu que até ia para escrever, lá na sua caixa de comentários: 'coitado!, é jovem...não pensa!?', mas lá me contive!, estou a melhorar as maneiras, olá s'estou...:=»



***...***...***
(Magritte)/"Quando abarcarmos esses mundos e o conhecimento e o prazer que encerram, estaremos finalmente fartos e satisfeitos?",WW

1 comentário:

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.